Seg. à sex. das 9h às 19h / Sábado das 9h às 13h

Diagnóstico

Diagnosticando a perda capilar

A perda dos cabelos é uma queixa comum e causa grande preocupação tanto aos homens quanto às mulheres. A perda capilar contínua, mudança do volume, da qualidade dos fios e outros sintomas como coceira, dor e ardência podem ser indicativos de doença. A consulta médica detalhada e o exame minucioso do cabelo e do couro cabeludo são essenciais para um diagnóstico correto já que os cabelos podem sofrer por condições da saúde em geral ou por doenças que afetam diretamente o folículo piloso.

A Clínica Bloch dispõe de tecnologias e exames para auxiliar este diagnóstico:

fototricoscopia

Fototricoscopia

É realizado através de um microscópico digital de forma simples e não invasiva. Permite a análise do couro cabeludo e do fio em imagens com aumentos de 20 e 40 vezes e com luz polarizada e não polarizada. Assim, é possível avaliar sinais de inflamação, descamação, características da microcirculação sanguínea e da estrutura da haste capilar em detalhes.

Também possibilita a medida da espessura do fio, que é fundamental no diagnóstico de calvície, já que a doença causa uma miniaturização (afinamento) dos fios.

tricograma

Tricograma

É um exame indicado nos casos de queda excessiva. São extraídos 50 fios de cabelo para que sejam analisados no microscópio. Os fios são classificados pela sua espessura e pela fase do crescimento dos cabelos, ou seja, quantos fios estão na fase na crescimento e quantos fios estão na fase de queda, permitindo o diagnóstico de Eflúvio Telógeno.

Fototricograma Computadorizado

fototricograma computadorizado

Permite a avaliação da velocidade de crescimento capilar, a espessura dos fios e a fase do ciclo capilar sem a necessidade de extração dos fios. O exame se baseia na análise de fotos microscópicas de uma área de 1cm2 de cabelos raspados por um software.

Também é uma ferramenta que auxilia no acompanhamento do paciente, pois avalia a eficácia do tratamento.

 

tricometroTricômetro

É um dispositivo que mede a quantidade de fios e sua espessura, ou seja, a massa capilar. Permite estimar a porcentagem de perda capilar entre diferentes regiões do couro cabeludo, sendo útil na detecção de uma calvície precoce e para avaliação dos resultados do tratamento. É exame rápido e não invasivo.

Teste genético para calvície

A calvície é uma doença com grande influência genética. Estima-se que 81% da calvície masculina seja decorrente da genética. Através de um kit, fazemos a coleta de uma amostra de células da cavidade oral do paciente e de seus pais e as enviamos a um laboratório de referência, onde é feita a preparação da amostra, isolamento das moléculas de DNA, e quantificação, análise e sequenciamento do DNA para determinar se há a presença de genes de susceptibilidade a calvície (SNPs: rs2180439 e rs6625163). Com os dados obtidos é feito um cálculo através de um software que estima o risco de calvície. Esta análise possibilita tratamentos preventivos ou a detecção precoce da doença, e consequentemente melhores resultados de tratamento.

Teste genético para resposta(sensibilidade) a Finasterida

Repetições sequenciais CAG no gene para o receptor de andrógeno tanto em homens, quanto em mulheres, podem determinar a probabilidade de os pacientes responderem ou não ao tratamento com finasterida.

Apesar das altas taxas de resposta às terapias medicamentosas, muitas vezes são necessários alguns meses antes que os sinais visíveis de restauração do cabelo sejam observados. Portanto, um método preciso para prever a eficácia da resposta à finasterida pode aliviar a frustração e ansiedade do resultado do tratamento incerto. Além disso, aqueles que não são susceptíveis à terapia médica podem buscar opções alternativas de tratamento. O teste é coletado de uma amostra da saliva na própria Clínica Bloch.

biopsia do couro cabeludo

Biópsia do couro cabeludo (Exame Histopatológico)

Após anestesia local retira-se um pequeno do couro cabeludo para análise histopatológica, que é fundamental no diagnóstico de algumas doenças, principalmente as alopecias cicatriciais. Também é realizada em casos com diagnósticos não específicos ou com necessidade de pesquisa e cultura de micro-organismos.

Microscopia da Fibra Capilar:

A Clínica Bloch disponibiliza aos seus pacientes metodologias científicas para investigar de forma quali-quantitativa os microdanos causados na fibra capilar após ataques físicos (uso contínuo de chapinhas, escovas e tratamentos térmicos) e ataques químicos (tinturas, descolorações e principalmente uso de alisantes capilares).

A Clínica Bloch possui sólida parceria com a USP e executa em seu cotidiano, análises microscópicas de altíssima resolução como, por exemplo: MEV – Microscopia Eletrônica de Varredura – Figura 1 e MIT- Microscopia de Transmissão – Figura 2, com a finalidade de diagnosticar diferentes níveis de fissuras e danos proteicos tanto nas cutículas quanto nas camadas mais internas do fio de cabelo (córtex).

microscopia da fibra capilar 1

Essas metodologias/análises científicas conseguem traçar um perfil do dano facilitando o diagnóstico. Existe também a possibilidade de quantificar-se a intensidade do dano através de reações químicas elaboradas nos laboratórios da USP.

Ligue e Agende: +55 (11) 3071 - 4114 / 3774 - 1072


Newsletter

Receba novidades e atualizações da Clínica Bloch

Clínica Dra. Leila | Transplante Capilar | Tratamento Capilar | Blog | Na Mídia | Qual o seu problema? | Contato


Rua Joaquim Floriano, 72 cj. 37 - Itaim Bibi - São Paulo - SP

Resp. Técnica: Leila David Bloch - CRM-SP:108.287/RQE no 27362 RESOLUCÃO CFM 1974/11

(11) 3071-4114
(11) 3774-1072

 

Agendar

Qual o seu problema?

Dúvidas Frequentes

Dra. Leila na Mídia